• SÓCIOS

    CONHEÇA TODAS AS VANTAGENS


    Todas as vantagens em ser sócio, desde aconselhamento a acompanhamento juridico


    SOBREENDIVIDAMENTO

    OS PRIMEIROS SINAIS


    Conheça os indicios de sobrendividamento e como o podemos ajudar


    SERVIÇOS ESSENCIAIS

    APOIO AOS CONSUMIDORES


    Conheça os seus direitos, peça ajuda, aprenda a reclamar







































    Neste Inverno a Direcção Geral do Consumidor e a UGC alertam


    Segurança em casa


    A Direcção Geral do Consumidor Aconselha


    Consumidor Online


    Actividades Ar Livre


    Consumidor Online


    Folheto Serviço Público


    Folheto Serviço Público


    Folheto Serviço Público


    Folheto Serviço Público


    Guia do consumidor idoso







    Receba a newsletter da UCG




    COM O APOIO


    PROJECTO APOIADO PELO FUNDO PARA A PROMOÇÃO DOS DIREITOS DO CONSUMIDOR

    FIM DO NIB – SAIBA O QUE VAI MUDAR

    O número de identificação bancária (NIB) desaparece e, a partir desta segunda-feira, dia 1 de Fevereiro, todas as transacções terão que ser identificadas com o número de identificação bancária (IBAN) que passa a ser o único indentificador das contas bancárias. Este código corresponde aos 21 dígitos do antigo NIB antecedidos de PT50 (correspondente ao código do país – Portugal)

    Conheça as três principais alterações nas suas operações bancárias, a partir desta segunda-feira, 1 de Fevereiro  

    Transferências online já têm IBAN pré-preenchido

    As transferências bancárias que efectuar através do "homebanking" do seu banco não sofrerão alterações uma vez que a grande maioria das instituições financeiras já terá o "PT50" pré-preenchido quando efectuar a operação.

    Transferências no Multibanco sem mudanças

    As operações realizadas através do Multibanco têm regras próprias. Por isso, caso realize transferências nacionais, não encontrará qualquer alteração: deve continuar a utilizar os 21 dígitos da conta que já conhece. Pelo contrário, se efectuar transferências internacionais deverá introduzir o IBAN.

    Débitos directos já alterados

    Os débitos directos que já se encontram em vigor já terão sido alterados pelas entidades credoras e pelo banco, pelo que os clientes não têm que proceder a qualquer alteração. Mas, a partir desta segunda-feira, quando autorizar um novo débito directo deve comunicar o IBAN da conta à entidade credora. Também aqui não deverá encontrar dificuldades, uma vez que o IBAN não é mais do que o antigo NIB antecedido de "PT50".
    Foto: Divulgação / Internet

    « VOLTAR